03/08/2020 às 10h09min - Atualizada em 03/08/2020 às 10h09min

Estiagem afeta Anchieta e prejuízos chegam a R$ 6,1 milhões

Uma portaria da Secretaria Nacional da Defesa reconhece a situação de emergência do município em função da estiagem. A administração decretou emergência no dia 27 de abril

Uma portaria da Secretaria Nacional da Defesa Civil, pulicada na semana passada no Diário Oficial da União (DOU), reconheceu a situação de emergência de Anchieta, em função da estiagem. Conforme a prefeitura do município, os prejuízos estimados são de R$ 6,1 milhões. A administração municipal decretou emergência no dia 27 de abril e a homologação por parte do governo de Santa Catarina ocorreu em 30 de junho.
As chuvas dos últimos meses ajudaram a melhorar a situação, elevando o nível do Rio Arroio Primeiro de Janeiro, que abastece o município e as comunidades rurais, que foram as mais afetadas pela seca que atingiu o município. O prefeito Ivan Canci esclareceu que ainda não sabe qual o valor do recurso que a União irá liberar para ajudar o município e nem quando isso vai ocorrer. "Recebemos uma ligação do Governo Federal dando as instruções sobre como usar o sistema para fazer as solicitações", disse complementando que as chuvas presenciadas pelo município ainda são poucas. "Tivemos chuva depois de quase cinco meses em seca. Ainda está abaixo da média, mas tem chovido", acrescenta.
Durante o período da seca, a administração precisou usar água de açudes para abastecer a cidade. Na zona rural, também foi necessário o transporte de água de um poço artesiano da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan). O prefeito explica que a intenção, com o decreto de situação de emergência, é conseguir recursos para tentar atenuar os problemas, a fim de que o município tenha melhores condições caso haja uma nova estiagem como a última. "Precisamos recuperar a mata ciliar, aumentar a capacidade de reserva de água nas cabeceiras e na barragem do Rio Arroio Primeiro de Janeiro. No meio rural não tem muita solução, mas temos que melhorar a questão dos açudes", esclarece o gestor.
 
Estiagem em SC
O governo do estado chegou a fazer uma operação para auxiliar os municípios catarinenses no enfrentamento dos efeitos da seca deste ano. Levantamento do próprio estado é de que mais de 115 prefeituras decretaram situação de emergência em função do problema. 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »