20/08/2020 às 08h33min - Atualizada em 20/08/2020 às 08h33min

Estado tem nove regiões em risco gravíssimo para Coronavírus

NSC

O mais recente mapa de avaliação de risco potencial para coronavírus, que será divulgado pelo Governo do Estado nesta quarta-feira, 19, traz nove regiões em risco gravíssimo. São três a menos do que no relatório da semana anterior. Grande Florianópolis, Laguna, Extremo Sul e Alto Uruguai Catarinense foram reclassificadas para estado grave, o que muda as exigências em relação às medidas a serem tomadas.

Já a região Oeste, que estava em estado grave na semana anterior, passou para gravíssimo. Seguem nessa classificação o Alto Vale do Itajaí, Alto Vale do Rio do Peixe, Carbonífera, Foz Do Rio Itajaí, Meio Oeste, Nordeste, Serra Catarinense e Xanxerê.

Em estado de alerta estão o Extremo Oeste. Planalto Norte e Médio Vale Do Itajaí. O documento informa, no entanto, que a maioria das regiões abaixo do nível gravíssimo está em índice 3 de classificação, o que as deixa muito perto de subirem de classificação.

Seguindo a tendência das semanas anteriores, o isolamento social segue como o maior ponto de atenção no Estado. Todas as regiões estão em vermelho no mapa desse indicador, o que aponta baixa adesão. De acordo com os dados da plataforma In Loco, que avalia o índice de isolamento social em todo o país, Santa Catarina estava nesta terça-feira, 18, em 36,8%, percentual considerado muito baixo e perigoso para um estado em fase de aceleração da pandemia.

Embora a tendência de aceleração permaneça, SC teve uma leve redução, de 5,8%, no número de casos ativos em comparação com a semana passada. São 9.948, contra 10.563 no relatório anterior. A taxa de transmissibilidade, no entanto, mostra que cada pessoa contaminada pode atingir outras 1,34. O que indica que o crescimento exponencial continua.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »