20/01/2021 às 09h13min - Atualizada em 20/01/2021 às 09h13min

Guarujá do Sul lança programa Guardar Água

Ainda em dezembro, foi aprovada uma lei junto à Câmara de Vereadores instituindo a criação do programa Guardar Água

Da redação
Atualmente, um dos assuntos mais discutidos pelos órgãos ambientais, nacionais e municipais é o manejo dos recursos hídricos. Na agricultura, o uso de água é expressivo, seja para a criação de animais ou irrigação das plantações. Consequentemente, a escassez pode ser prejudicial para esse segmento. Uma ótima opção são os poços artesianos, que além de amenizarem os problemas da estiagem e do racionamento, também garantem água de qualidade, fornecimento contínuo e economia.
Com isso, o poder público de Guarujá do Sul vem trabalhando na perfuração de novos poços em propriedades rurais. Em escala, está sendo priorizado as comunidades que mais vem sofrendo com o problema. À Redação, o secretário de Administração, Júlio Dellaflora, que também responde a pasta de Agricultura, salienta a importância da conscientização referente ao desperdício de água e a transcendência da implantação de poços artesianos e cisternas nas residências.
A prefeitura, em parceria com os agricultores, já implantou três poços no interior: um na Linha Maidana, um no Bairro Preto Baixo e outro na Linha Caravagio. Foram beneficiadas aproximadamente 80 famílias. “A parte burocrática e a perfuração está sob responsabilidade do poder público, em contrapartida, cada família faz a rede de distribuição até sua residência”, acrescenta enfatizando que os poços são para uso residencial e que está sendo disponibilizado água para o consumo animal.
 
Possível expansão
Júlio explica que o projeto tende a se estender para mais três comunidades: Bairro Preto Alto, Linha Catani e Linha Pessegueiro. A estimativa do órgão, é que com a perfuração de mais poços a necessidade de água com boa qualidade seja suprida. “Precisamos que todos os munícipes tomem consciência da situação que nos encontramos e que invistam em cisternas e poços artesianos”, frisa.
 
Novo projeto
Conforme o secretário, foi planejado o desenvolvimento de algumas ações para minimizar os efeitos da falta de chuva. Ainda em dezembro, foi aprovada uma lei junto à Câmara de Vereadores instituindo a criação do programa Guardar Água, com o objetivo de que os agricultores tomem conhecimento dos incentivos que a lei oferece. Júlio salienta que o programa irá ajudar os produtores no armazenamento de água para suas demandas, sendo elas: construção de cisternas; aquisição de reservatórios; transportes de água e proteção de fontes no modelo "Caxambu".
O secretário informa que o lançamento aconteceu nesta terça-feira, 19, no Centro de Convivência dos Idosos. Ele ressalta que, devido pandemia, todas as precauções sanitárias foram tomadas, como respeitar a capacidade de lotação máxima e o distanciamento das pessoas, além do uso de máscaras e álcool em gel.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »