05/07/2021 às 11h33min - Atualizada em 05/07/2021 às 11h33min

Guarujaense com doença rara fará cirurgia no litoral catarinense

Após 40 dias de internação, paciente com doença rara no coração é transferido para São José, no litoral de Santa Catarina

Ascom
Ascom HRTGB
No último domingo um paciente, de 53 anos, de Guarujá do sul, que esperava por cirurgia cardíaca foi transferido para o município de São José, no litoral de Santa Catarina. Ele ficou internado no Hospital Regional Terezinha Gaio Basso - Instituto Santé por mais de 40 dias.
O transporte do paciente foi realizado por volta das 15h30 pela ambulância do município de São Miguel do Oeste até o aeroporto de SMO, onde foi transferido para o avião do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina Arcanjo 2. O paciente teve como destino o Instituto de Cardiologia, que fica anexo ao Hospital Regional Homero de Miranda Gomes, em São José.
De acordo com a médica Cardiologista do Hospital Regional do Oeste, Anaisa dos Santos Pinheiro Fiorini, o paciente tem uma doença rara no coração. “Displasia arritmogênica do ventrículo direito”. O risco dessa doença é a morte súbita. “Ele poderia morrer a qualquer momento”, disse Anaisa. Segundo a médica, quando o paciente chegou ao hospital, há mais de 40 dias, ele apresentava arritmia grave e a solução é um aparelho chamado de cardiodesfibrilador implantado (CDI).
O custo desse aparelho pode chegar até R$ 150 mil. Diante da gravidade do quadro, ele ficou internado até conseguir uma vaga. “Foi então que decidimos começar essa busca, essa tentativa de vaga, explicando toda a gravidade do caso e a importância dele receber esse aparelho”, conta Anaisa. “Sem dúvida, esse aparelho é o que vai manter ele vivo! Se ele tiver uma parada cardíaca, o aparelho consegue reverter, liberando automaticamente um choque no coração, fazendo com que a arritmia cesse”, ressalta.
Em conversa por telefone, na manhã desta segunda-feira, o paciente contou que já passou por alguns exames e está sendo avaliado pela equipe médica do ICSC. “Eu estou com uma expectativa grande de ir para casa. Já estou fora de casa há bastante tempo, tudo vai dar certo”, disse o paciente. Ele também fez questão de agradecer os profissionais de saúde do Hospital Regional Terezinha Gaio Basso – Instituto Santé por todo o cuidado durante o período de internação. “Quero agradecer muito a equipe, que foi maravilhosa, muito obrigado por tudo”. Todo o atendimento se deu através do sistema único de saúde.


Receba as notícias do Portal Sentinela do Oeste no seu telefone celular! Faça parte do nosso grupo de WhatsApp através do link: https://chat.whatsapp.com/Bzw88xzR5FYAnE8QTacBc0
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »