07/07/2017 às 13h50min - Atualizada em 07/07/2017 às 13h50min

Cão agredido com facão em Palma Sola está se recuperando

A veterinária Ana Maria Steffen de Lima, de Campo Erê, que está cuidando da cadelinha que foi agredida em Palma Sola com uma faconada destaca que o animal está melhorando. A cachorrinha foi resgatada por um dos integrantes do grupo de protetores de animais da região, que reside em Palma Sola, e levou  animal para receber cuidados veterinários. O animal chegou à clínica gemendo de dor, havia perdido muito sangue e tinha um ferimento exposto na face que a deixou muito fraca. "Achávamos que ela não ia nem aguentar a cirurgia de reconstituição de face", explica a veterinária. 

Agora o animal está se recuperando, corre, brinca mas ainda vai levar tempo para estar totalmente bem e poder ser adotada por alguma nova família. interessados em ajudar com as despesas, que chegam à R$ 500, podem fazer depósitos no BANCO DO BRASIL Conta Poupança Número 5.640.038-1 Agencia 1718-3 Variação 51 e também no SICREDI Conta: 57745-6 Agência: 0740/19 Banco: 748.

Embora a cachorrinha ainda não esteja disponível para adoção, em Camppo Erê existem outros 20 cães e 9 gatos que podem ser adotados por qualquer família que esteja disposto a adotar de forma resposável. "Precisamos da colaboração das pessoas para podermos continuar a fazer esse trabalho de ajudar aos cães machucados. qualquer doação é bem vinda, seja R$5, R$ 10, ou R$15. o quanto cada um poder doar já vai nos auxiliar muito", afirma.

O comandante da Polícia Militar de Palma Sola, Edson Barbosa, destacou em uma rede social que com a ajuda da população os criminosos que maltratam animais podem ser presos e reponder pelo crime. Basta que quem presenciar uma cena denuncie. "Se tiver autor, não sei se deve ser chamado de ser, mas é desprezível. Não vamos medir esforços para descobrir. Com ajuda de todos será possível.", declarou. 
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »