12/09/2015 às 12h56min - Atualizada em 12/09/2015 às 12h56min

Homem que matou Polaca, em Palma Sola, foi condenado a mais de 17 anos de prisão

Júri Popular realizado na quinta-feira, dia 10, em Dionísio condenou Rogério Pra, pelo crime cometido em outubro de 2014

Arquivo/Portal Tri
Arquivo/Portal Tri

O Tribunal do Júri da Comarca de Dionísio Cerqueira, condenou na quinta-feira, dia 10, Rogério Pra a mais de 17 anos pelo assassinato de Ediane Stefanski, conhecida como Polaca, ocorrido em 30 de outubro de 2014. O crime aconteceu na casa e local de trabalho da vítima, no interior do Bar da Elsa, localizado na rua João Pauletti, em Palma Sola.

O Ministério Público denunciou o acusado por homicídio duplamente qualificado (Art. 121, inciso 2° e 4°) por motivo fútil e recurso que dificultou ou impossibilitou a defesa da vítima. As duas qualificadoras foram acatadas pelo jurado.

Sendo assim Rogério Pra, foi condenado a 18 anos e oito meses de prisão, pena que foi reduzida em um ano tendo em vista que o réu confessou o crime ao ser preso. O réu que permanece preso desde a época do crime, teve o direito de recorrer da decisão em liberdade negado pelo magistrado. A pena inicia e deverá continuar no regime fechado. Fonte/Portal Tri. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »