19/11/2021 às 11h31min - Atualizada em 19/11/2021 às 11h31min

A História de Nosso Tempo

Coluna de opinião do jornal impresso

A História de Nosso Tempo l (12/11/2019)
Fim de ano, tempo de retrospectiva, pois este ano será histórico. Um ano onde o que era desconhecido pelos brasileiros veio à tona. Os escândalos da operação Lava Jato não param, inclusive foi deflagrado no dia de hoje a edição de número 70. A comentada caixa preta do BNDS foi aberta e está ao alcance de quem quiser, basta entrar no site do banco e ver escancarada a planilha do empréstimo concedido a Cuba de US$ 682 milhões de dólares.
Este dinheiro, por exemplo, poderia ser investido em obras estruturais em nosso país, mas por um capricho do Governo Lula, os recursos foram utilizados para fazer obras estruturais num país de ditadura comunista, e pior, com aval do Tesouro nacional. Eles não pagaram e nós brasileiros estão pagando a conta.
Essa é a marca de um governo que enganou, ludibriou e iludiu a classe trabalhadora desta nação. Sua marca exibicionista era fazer cortesia com chapéu alheio. Dias antes da eleição passada escrevi nesta mesma coluna, que votaria no candidato menos pior, foi o que fiz e não me arrependi, com os mesmos candidatos repetiria meu voto.
Estamos em um processo evolutivo em muitos setores e áreas de atuação. Na área da comunicação, as chamadas redes sociais desbancaram a hegemonia da televisão. As mudanças que a tecnologia trouxe, tornaram o mundo uma aldeia. O povo brasileiro está mais patriota e consciente, acredito que o fato da última eleição presidencial, pela forma que foi conquistada, deixou um marco que jamais será esquecido. Acredito que as eleições jamais serão as mesmas. Os candidatos terão que honrar os votos recebidos ou não serão reeleitos, quero acreditar e espero que não esteja enganado.
Não concordo com tudo que o presidente fala ou faz, mas sou obrigado a admitir que ele já fez muito. O simples fato de não estar fazendo conchavos com quer que seja já me deixa esperançoso com um país melhor. Uma crítica que devemos fazer é contra o famigerado fundo partidário para a próxima eleição que será doado por nós brasileiros: mais de R$ 2 bilhões de. Isso é um escândalo.
Não interessa o partido, já vi a lista de nomes dos deputados que votaram a favor e contra. Posso afirmar sem sombra de dúvida que, os brasileiros não podem reeleger esses deputados. Estou convicto de que quem elege corrupto não é vítima, mas cúmplice. Que tenhamos todos um próspero e bem sucedido ano de 2020 com novas perspectivas de bem estar para todos.
 
A História de Nosso Tempo ll (12/11/2021)
No momento que escrevo esta coluna é dia 12 de novembro de 2021, parece que foi ontem que escrevi o texto acima. Dois anos se passaram, mas poderíamos dizer que estamos no mesmo tempo, na mesma era. Nos enganamos, se pensamos assim. Nesse espaço de dois anos o país e o mundo sofreram uma transformação jamais vista. A crise sanitária atingiu em cheio todo o continente, muita coisa ainda é obscura e carece de explicação. Nosso país na política vive um fato inusitado, aquele que constava como o maior ladrão do mundo, é hoje um possível candidato a presidente da república, tudo isso graças a manobra jurídica do STF (Supremo Tribunal Federal). Resumindo, o mundo gira, a história anda e a vida continua a renascer em cada dia.
 
Por: Reinaldo Guimarães
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »