17/07/2020 às 08h06min - Atualizada em 17/07/2020 às 08h06min

Artesanato em couro por Edson Voigt

Além da cutelaria, o artesão expandiu seu trabalho à criação de carteiras, bolsas e cintos. Preços variam de acordo com o material utilizado. Encomendas no número: (49) 9 9142-9924

O artesanato mudou a vida dos primeiros habitantes da terra e até hoje traz renda e muito trabalho às famílias de artesãos. A criação à mão e os assessórios em couro estão na moda, e junto dos designers existentes no mundo da arte, está o artesão campoerense Edson Voigt, de 41 anos. Além da cutelaria artesanal, expandiu sua arte a criação de carteiras, bolsas e cintos de couro. Ainda está testando formas e desenvolvendo seu próprio estilo.
“Sempre tive muita facilidade em aprender, então fica fácil, com um pouco de leitura e alguns vídeos já consigo ter uma ótima noção de como fazer. A internet é uma biblioteca mundial para quem gosta de aprender”, destaca ressaltando que a cutelaria facilitou a expansão do trabalho. “Como já trabalho com couro na confecção das bainhas, fazer outros artigos se torna um caminho natural. A confecção de outros artigos me ajuda a desenvolver as habilidades necessárias para ambos”, complementa. Os preços variam de acordo com o material utilizado.
 
Diferentes estilos
Cada artesão possui um modo [estilo] diferente de criação, mesmo usando materiais semelhantes. “Estou fazendo as carteiras manualmente; desenvolvo os desenhos e a partir daí, faço as medidas e vou ajustando. O corte e costura também é manual. O meu foco agora é em algo mais minimalista, peças mais pequenas e discretas”, conta Edson enfatizando que está utilizando couro pré acabado, conhecido como crazy horse. “Ele é tratado com ceras e quando amassado cria vincos e dobras, mas quando aquecido, volta praticamente ao normal, criando efeitos únicos a cada vez que você usa”, continua.
Para o artesão, as criações vão muito além da renda mensal, pois o objetivo maior é complementar as horas vagas, usando o trabalho como um hobby. “É um ótimo caminho para quem já tem uma renda e quer fazer algo nas horas vagas para complementar, em breve estarei disponibilizando um curso básico para quem quer aprender fazer facas em casa e sem muitas ferramentas. Basicamente trabalho nos finais de semana e à noite, dá pra ajustar muito bem. Uma faca é cheia de pequenas etapas que pode ser feita aos poucos, as carteiras e cintos são mais rápidos. Agora na pandemia, essas atividades ajudam a mantermos a mente ativa e focarmos em algo saudável e produtivo”, ressalta.
Os produtos estão disponíveis para encomendas. Mais informações: (49) 9 9142-9924.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »