20/11/2020 às 08h10min - Atualizada em 20/11/2020 às 08h10min

Palma Sola já gastou mais de R$ 1 milhão com o Coronavírus

De abril até esta semana, o município investiu mais de R$ 1 milhão na aquisição de bens, serviços e insumos

Larissa Dias
Da redação
De abril até esta semana, Palma Sola investiu mais de R$ 1 milhão na aquisição de bens, serviços e insumos destinados ao enfrentamento do Covid-19. O valor está explícito no Portal da Transparência do município. O início da pandemia ocorreu em março, mas as primeiras aquisições foram registradas apenas em abril. Naquele período, foram gastos cerca de R$ 100 mil. De maio a julho, foram R$ 450 mil, respectivamente. Já de agosto até novembro, mais de R$ 600 mil.
As compras são alusivas a itens adquiridos diariamente nas áreas de Saúde, como Equipamentos de Proteção Individual (EPI), testes rápidos, exames antígenos e materiais de higiene, além de medicações e adequações na estrutura física. Os valores variam de acordo com a aquisição – há casos em que uma só compra chegou a R$ 19 mil.
 
Aumento não esperado 
Segundo a secretária de Saúde Débora Prevedello, anualmente é realizado um planejamento financeiro e como a pandemia foi um imprevisto, houve aumento nas aquisições tanto na área da Saúde, quanto em outras. “Os gastos não eram esperados e não estávamos programados para isso. Todos os anos há uma licitação específica para a compra de EPIs e este foi o primeiro em que precisamos adquirir uma quantidade maior. Estamos utilizando EPIs de modo exorbitante e tivemos que comprar alguns equipamentos que ficavam a encargo hospitalar e que não tínhamos o hábito de usar”, declara.
Os custos estão sendo supridos com recursos próprios e mesmo com o aumento de casos, a tendência é permanecer neste nível. “Cada setor se adaptou perante a sua necessidade, mas, com certeza, a Unidade Básica de Saúde e a Assistência Social estão entre os que mais precisaram se mobilizar frente a pandemia, pois elas são a porta de entrada”, enfatiza ressaltando que os profissionais da linha de frente estão organizados de forma com que consigam se revezar.
 
Mudança de hábito
Para Débora, a pandemia impôs uma nova realidade e todos precisaram se adaptar a mudança de hábito. “No início, tínhamos outro visão sobre a doença, onde pedíamos para que todos ficassem em casa e só procurassem a Unidade em casos de urgência, mas agora, entendemos que é de suma importância que elas venham até ela sempre que apresentarem qualquer sintoma, seja ele leve ou moderado. Foi desse modo que evitamos muitas internações, pois tratamos o vírus logo no início e seguimos acompanhando”, finaliza.
Confira a lista exemplificada do quanto foi gasto até este mês:
 
Mês Gasto total
Abril R$ 100 mil
Maio R$ 150 mil
Junho R$ 150 mil
Julho R$ 150 mil
Agosto R$ 200 mil
Setembro R$ 200 mil
Outubro R$ 200 mil
Novembro R$ 183 mil
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »