30/06/2016 às 14h49min - Atualizada em 30/06/2016 às 14h49min

Cooperativismo de crédito é matriz forte do Sul

Presidente do conselho de administração da Sicredi Região da Produção RS/SC, Saul Rovadoscki

Quase 200 anos após ser instaurado, o modelo cooperativista está cada vez mais forte e atuante como um instrumento de organização econômica da sociedade. Criado na Europa no século XIX, caracteriza-se como uma forma de ajuda mútua por meio da cooperação e da parceria. O cooperativismo tem como base a associação voluntária em torno de um objetivo comum. Atualmente, o modelo cooperativista reúne milhões de pessoas de diversos lugares do mundo e, além de gerar renda e incremento no mercado de trabalho, atua diretamente no desenvolvimento das comunidades onde está inserido.

E é neste modelo em ascensão que o Sicredi está consolidado, como instituição financeira cooperativa, prezando os princípios de adesão voluntária e livre, autonomia e independência, interesse pela comunidade, modelo de gestão democrática, princípios fundamentados pela educação, formação e informação, participação econômica e intercooperação.

Com mais de 3, 2 milhões de associados distribuídos em 11 Estados, atualmente, o Sicredi está entre os sistemas de cooperativas de crédito que mais crescem em todo o País. O Sistema Sicredi é composto por 95 cooperativas que possuem 1.400 pontos de atendimento, espalhados pelos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Tocantins, Pará, Rondônia e Goiás.

COPERATIVISMO DE CRÉDITO

O Sicredi é uma sociedade formada por pessoas, na qual os donos são os associados da cooperativa. As decisões são tomadas democraticamente pelos associados durante as assembleias, ponto alto deste modelo de gestão democrática e participativa que tem na transparência um dos seus maiores valores. A participação é importante para que o associado acompanhe de perto a gestão de sua cooperativa. Quanto mais ativa ela for, incluindo a utilização de produtos e serviços, mais forte será a cooperativa e mais benefícios os associados e a comunidade terão.

Uma cooperativa de crédito é uma sociedade de pessoas, destinada à captação de recursos para financiar as atividades dos seus associados e prestar serviços próprios de uma instituição financeira, por isso as decisões são compartilhadas e o que a maioria decide pelo voto é realizado. O cooperativismo de crédito é uma das associações cooperativas e oferece soluções financeiras pensadas de acordo com a comunidade e perfil de cada associado.

O presidente do conselho de administração da Sicredi Região da Produção RS/SC, Saul Rovadoscki, explica que a missão do Sicredi, como sistema cooperativo, é valorizar o relacionamento, oferecer soluções financeiras para agregar renda e contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos associados e da sociedade.  Integrar os associados à cooperativa durante as assembleias, é uma forma aproximação e de demonstrarmos o respeito e transparência com os verdadeiros donos do negócio, que investem e acreditam no potencial do Sicredi , afirma.

Dados divulgados pelo Conselho Mundial das Cooperativas de Crédito (WOCCU) em seu último relatório de estatísticas, em 2014, apontam que haviam mais de 57 mil cooperativas de crédito no mundo, totalizando um alcance de mais de 217 milhões de associados nos 105 países.

No Brasil o cooperativismo de crédito iniciou em Nova Petrópolis/RS, no ano de 1902 por iniciativa do Padre suíço Theodor Amstad que em conjunto com outras 19 pessoas fundou a primeira Cooperativa de Crédito da América Latina. Hoje, o Brasil ocupa a 16ª colocação no ranking de países com maior participação no cooperativismo de crédito, com mais de 1.100 instituições cooperativas e 7 milhões de associados.

SICREDI APOIA O DIA C E REALIZA MAIS DE 170 AÇÕES

O Dia de Cooperar – também conhecido como Dia C – é o programa de responsabilidade social das cooperativas que realizam projetos de transformação nas comunidades por meio do trabalho voluntário. Somente em 2015, mais de 1.200 cooperativas brasileiras – de todos os 13 ramos do cooperativismo no País, incluindo o de cooperativismo financeiro, no qual atua o Sicredi – realizaram ações de saúde, educação, cidadania e preservação do meio ambiente, nos 26 estados e no Distrito Federal.

No primeiro sábado de julho (2/7), celebração do Dia Internacional do Cooperativismo, os voluntários contam com o apoio do Sistema OCB para comemorar os resultados do programa. Reunidos em praças e escolas públicas, cooperativas oferecem diversos serviços à população, por exemplo, exames médicos, corte de cabelo, arrecadação de donativos, emissão de documentos e apresentação culturais. Neste ano, as ações do Dia de Cooperar esperam beneficiar mais de 2,5 milhões de pessoas, por meio de 1.427 projetos, de 738 municípios brasileiros.

O Sicredi apoiará o Dia C nos 11 estados onde atua. Ao todo, serão 176 iniciativas realizadas pelo Sistema, um aumento de 141% em relação à participação em 2015. Serão diversas atividades, como palestras sobre educação financeira, campanhas de arrecadação de donativos e prestação de serviços à comunidade de forma geral, sempre com o objetivo de promover a responsabilidade social.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »