21/10/2020 às 13h41min - Atualizada em 21/10/2020 às 13h41min

Berlanda supera pandemia e vendas chegam a 134%

A única dificuldade visualizada pela gerente Marlei, é na aquisição de produtos por parte dos fornecedores

Larissa Dias
Da redação
Paradoxalmente em meio a pandemia, setores como atacado e varejo se esforçam para se adaptar à crescente demanda e avaliam que a logística de comercialização vem melhorando. As dificuldades ainda existem, principalmente na aquisição de produtos por parte dos fornecedores. Para a gerente comercial da Loja Berlanda de Campo Erê, Marlei Guerini, a pandemia apresentou oportunidades de crescimento.
“Não esperávamos um ano como esse. Tanto que quando houve as paralizações, o proprietário da rede acabou rompendo contratos de mídia e demitindo alguns funcionários, que foram readmitidos, pois o crescimento foi muito além do que era esperado. Viemos superando as expectativas. Estamos trabalhando fortemente nas mídias sociais, seja pelo Facebook, Instagram ou TV”, comenta enfatizando que neste período, é possível realizar atividades que não custem caro. “Aprendemos que podemos divulgar nossas promoções, vendermos e crescermos pela internet”, continua.
Com início em 1991, a Berlanda conta com mais de 180 lojas, além disso, é considerada a maior rede de móveis e eletrodomésticos de Santa Catarina. 
 
Vendas superam expectativas
A filial campoerense ultrapassou, pelo segundo mês consecutivo, a meta de 100% em vendas proposta pela empresa: em agosto, excederam os 127% e em setembro, os 134%. “A empresa propõe uma meta para cada filial e esperávamos alcançá-la, mas fomos surpreendidos pelo segundo mês consecutivo. Isso porque vendemos muito serviço em cima, além da garantia estendida e empréstimos. Superamos as nossas expectativas; de um mês para outro, registramos um aumento de pelo menos 8%. Desejamos que em outubro, o aumento seja ainda maior”, respaldou.
 
Dificuldades da pandemia
A única dificuldade visualizada por Marlei, é na aquisição de produtos por parte dos fornecedores, que estão enfrentando grandes dificuldades na reposição. “O mercado está muito ‘quente’ e as vendas estão aceleradas. Isso ocorre justamente pela diminuição de funcionários e aquisição de matéria-prima para a fabricação de produtos da linha branca, que seria lavadoras, ar-condicionado, micro-ondas, entre outros. Vemos que os pedidos demoram para chegar, e muitas vezes, recebemos só metade da encomenda”, frisa.
 
Nove anos em Campo Erê
No dia três de novembro, a loja campoerense comemora seu nono aniversário, que será festejado com muitas promoções. “Estamos organizando algumas ofertas especiais, pois não deixaremos passar em branco. Além disso, estamos reformando toda a estrutura, justamente para a loja estar bonita para essa comemoração. Esperamos vender e festejar junto do cliente, seguindo todas as orientações referentes a pandemia”, finaliza.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »