23/10/2020 às 14h27min - Atualizada em 23/10/2020 às 14h27min

Dias de um tempo especial

Coluna de opinião do jornal impresso

Larissa Dias
Da redação
Apesar das dificuldades os dias vão se sucedendo um após outro com momentos tristes. Sombrios mas também com sorrisos, cores e alegrias de momentos felizes. Assim caminhou a humanidade em todos os tempos e continua a caminhar. Especialmente nestes tempos de pandemia onde um vírus roubou a cena e virou o assunto mais comentado na mídia. Até parece que nada mais importa é verdade que estamos carentes de boas noticias, porém é preciso ressaltar que a vida continua apesar das vidas ceifadas e famílias entristecidas.
Em outros tempos as eleições seriam a coqueluche do momento, com raríssimas exceções alguns veículos de comunicações estão dando a atenção que o fato requer. No âmbito regional parabenizo o jornalista Igor Vissoto (Sentinela do Oeste) pela série de entrevistas com candidatos a prefeito dos municípios da região. Refiro-me ao assunto por ser este um momento ímpar. Eleições em época de pandemia já seria um fato notório. Porém o que não dá para esquecer que essa é uma eleição é a primeira depois do comando político do País, ter sofrido uma verdadeira guinada (perdão pelo trocadilho) da esquerda para a direita.
Um pleito com características de avaliação de um novo sistema de controles da causa pública sem sair do sistema democrático. Onde dinheiro na cueca continua fazendo escola. A diferença é que dessa vez parece que a punição e o esclarecimento serão rápidos e conhecidos de todos. É com grande expectativa que se aguarda o desfecho dessas eleições. Há algum tempo atrás escrevi nesta coluna que as eleições nunca mais seriam as mesmas e quero crer que estava certo.
Certo é que por força das circunstâncias os cuidados com o contágio desse vilão da história chamado “Novo Coronavírus” terá que merecer cuidados especiais.  Este ano não teremos candidatos e cabos eleitoral abraçando e dando tapinhas nas costas dos eleitores. Se a dor ensina a gemer, estamos ficando mais civilizados por força dessas circunstâncias.
 
 Por Reinaldo Guimarães
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »