11/11/2020 às 22h18min - Atualizada em 12/11/2020 às 22h18min

Diplomados tornam espaços mais rentáveis

Gerson Steffen e Maicon Lolato decidiram dar continuidade às atividades de Agronomia em suas propriedades familiares

Larissa Dias
Da redação com informações da Unoesc
Os diplomados do curso de Agronomia da Unoesc, de São José do Cedro, Gerson Andrei Steffen e Maicon Lolato, decidiram dar continuidade às atividades em suas propriedades familiares e com os conhecimentos adquiridos, durante o curso de Agronomia, estão tornando-as mais produtivas e rentáveis. A propriedade da família de Gerson está localizada na Linha Índio, em Guaraciaba. Já a de Maicon, na Linha Santa Ana, em São Miguel do Oeste.
"Cada vez mais, conseguimos mostrar que pequenas propriedades familiares conseguem ser rentáveis", observa Gerson. A partir dos conhecimentos adquiridos no curso de Agronomia e na pós-graduação em Gestão, Manejo e Nutrição da Bovinocultura Leiteira da Unoesc, ele obteve um aumento de 35% na produção de soja; 38% na produção de milho e 25% na de leite. "Consegui escolher melhor a compra dos insumos (sementes e adubos), além de saber o momento ideal do plantio e da aplicação de fungicidas, herbicidas e inseticidas”, acrescenta.
 “Na pós-graduação, adquiri conhecimentos sobre o manejo dos bovinos leiteiros; realização de dieta para melhorar a qualidade e a produtividade do leite; os diversos sistemas de produção, bem como o controle financeiro", detalha o profissional acrescentando que o engenheiro agrônomo tem o desafio de buscar alternativas para viabilizar as pequenas propriedades e oferecer ao consumidor final um leite de qualidade. 
 
Lucratividade
O diplomado Maicon comemora o aumento de 40% na lucratividade da sua propriedade familiar e ressalta que os conhecimentos adquiridos no curso contribuíram para alcançar esse percentual. "O conhecimento adquirido foi de extrema importância, pois proporcionou uma visão profunda e detalhada da propriedade, contribuindo para aumentar a produção e a qualidade", avalia o engenheiro agrônomo. Maicon afirma que foram adotadas melhorias, tais como: realização de análises para melhorar o solo; alteração no manejo dos animais desde a fase inicial até a produção de leite; a ração passou a ser produzida na própria propriedade e foram implantadas novas áreas de pastagens perenes.
 
A busca do conhecimento
Segundo a coordenadora do curso, doutora Claudia Klein, durante o estágio curricular obrigatório, os diplomados Gerson e Maicon estiveram inseridos em atividades correlatas com as de suas famílias e puderam trazer experiências únicas para a bovinocultura leiteira em suas propriedades. “Estamos observando que muitos dos nossos alunos ingressam no curso com o objetivo de permanecer na propriedade rural, buscando aprimorar técnicas para aumentar a lucratividade e a produção das atividades desenvolvidas pela família", destaca acrescentando que o curso tem o objetivo de formar engenheiros agrônomos capazes de intervir nas cadeias produtivas da agropecuária, buscando maximizar as produtividades, respeitando o meio ambiente.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »