14/04/2021 às 08h10min - Atualizada em 14/04/2021 às 08h10min

Pandemia em Flor da Serra do Sul

Coluna de opinião do jornal impresso

Da redação
Até o fechamento desta edição na manhã de terça-feira, foram registradas 21 mortes por Covid-19 em Flor da Serra do Sul. O município tem 4.700 habitantes e proporcionalmente está entre os com maior letalidade da doença. Na família Barcela, morreram pai, mãe e filho.
O percentual de letalidade da doença sobre o número de pessoas infectadas é o dobro da média nacional. Em Flor da Serra próximo a 5% e no Brasil de 2,29%. Gestores estão em pânico, profissionais da saúde amedrontados. As aulas não foram retomadas e o município seguiu decretos do estado endurecendo as medidas de enfrentamento a pandemia, mesmo assim os trágicos números continuam aumentando.
Dezenas de pais e comerciantes pedem o retorno das aulas seguindo protocolos de segurança, alegando que manter as crianças em casa não tem ajudado a reduzir o número de pessoas contaminadas, a exemplo de Palma Sola e outros municípios da região. Algumas mães estão impossibilitadas de trabalhar por ter que ficar com filhos pequenos o dia inteiro.
Situação complicada.
 
Indústria catarinense
IBGE aponta que indústria catarinense registra maior alta do país, 8,1%, o país cresceu 0,4%. A produção industrial em Santa Catarina continua avançando acima da média nacional e desponta com a maior alta do país no acumulado do ano. Em fevereiro, com ajuste sazonal, o setor no Estado cresceu 8,1% na comparação com o mesmo mês de 2020.
Em nota a governadora interina, Daniela Reinehr, afirmou: “Nós trabalhamos para buscar a harmonia entre a gestão da pandemia e a retomada da economia. Queremos apoiar o setor produtivo para permitir um crescimento com mais rapidez. Estamos ao lado dos empreendedores, dos investidores e do setor produtivo, para ouvir as demandas e buscar soluções, inclusive ampliando a interlocução com o governo federal”.
No Estado, o avanço foi impulsionado, sobretudo, pelos setores de máquinas e equipamentos 32,1% e metalurgia 23,2%. Papel e celulose, máquinas e aparelhos elétricos, artigos têxteis e vestuário também tiveram crescimento robusto. Além de Santa Catarina, apenas Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Espírito Santo e Minas Gerais tiveram variação positiva em relação a fevereiro de 2020.

Por: Igor Vissotto
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »