22/04/2020 às 11h25min - Atualizada em 22/04/2020 às 11h25min

O perigo ao nosso lado

Coluna de opinião do jornal impresso

“Éramos todos humanos, mas a religião nos separou, a política nos dividiu, o dinheiro nos classificou, até que um vírus nos igualou”.
                E de repente nada mais é tão importante e nem tão urgente. Aprendemos a ser tolerantes, pacientes, extremamente cuidadosos e nos sentimos impotentes contra o vírus que assola o planeta Terra. Nem remédios, nem vacinas... somente cuidados.
                Iniciamos o ano de 2020, todos com grandes expectativas de realizações. No entanto, juntos, levamos um tranco. Esse vírus, corona vírus chegou e mudou tudo em pouco tempo. Passamos a fazer coisas e tomar decisões rapidamente. Mudamos nossos hábitos tão afetuosos e cordiais e nos isolamos. Cada qual no seu cantinho, meio que paralisado, petrificado pelo medo do desconhecido o qual desejamos cada vez mais distante. Trocamos o delicioso chimarrão compartilhado pelo cafezinho e aprendemos a ficar em casa, fazendo outras atividades para ocupar nosso tempo. E buscarmos outros meios para estarmos juntos. Bendita tecnologia que nos permite ver nossos filhos e netos e com eles conversar. Agora não há a presença física, nem o almoço de Páscoa foi com eles compartilhado. Parece que tudo ficou meio vazio, um tanto silencioso demais. E a ordem é ficar em casa! Mas a vida continua...E em alguns momentos precisamos sair da toca ou de casa. (compras, boletos, produtos para entregar, jornais...).
                Porém o importante é a conscientização, sendo essa a única coisa que pode funcionar num estado crítico como o atual. O número de mortos e pessoas infectadas não dão tréguas, não param de subir. Uma parte já sabemos de como funciona a contaminação. A mesma se dá pelas mucosas da boca, nariz, olhos e mãos. Também estamos cientes de que a higiene pode salvar muitas vidas. Então, não devemos nos retrair por usar uma máscara, sendo ela muito importante ao não permitir novas contaminações. Porém, não se deve ficar colocando as mãos durante o uso. E ao chegar em casa se deve retirar a mesma e colocar de molho com sabão e hipoclorito (Q boa). Lavar as mãos com sabão ou sabonete frequentemente. Trocar a roupa ao retornar para casa. Tirar o calçado limpar e deixar num lugar especifico para o mesmo. Manter o máximo de higiene na casa, banheiros, corrimões, piso e outros.
                Quando vamos às compras, se o local escolhido estiver com muitos clientes, devemos procurar voltar num outro momento para que se possa ficar numa distancia segura e nunca esquecer de higienizar as mãos, sacolas e os produtos adquiridos. As sacolas devem ser guardadas separadas das que você tiver em casa por uns três dias. Se puder deixe-as dentro de um saquinho exposto ao sol. Frutas e legumes devem ser lavados com água e sabão. Existem ainda inúmeros procedimentos de prevenção, que são transmitidos a todo momento, já bem familiarizados por todos. Vejo, no entanto, que há muitas pessoas que não dão atenção aos pequenos detalhes. Aí mora o perigo.
                “A vida na Terra continua, com toda sua beleza e esplendor apenas coloca os humanos em jaulas. Acho que com isso o planeta nos está a mandar a seguinte mensagem:
                Vocês humanos não são essenciais à vida, pois o dia, a noite, o Sol, a Terra, o ar e a água passam muito bem sem a vossa presença. Quando saírem e voltarem a ser livres, lembrem-se que são apenas meus convidados. Não são meus donos”. Citação de Luís Carvalhas.

[email protected]
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »