30/06/2020 às 15h22min - Atualizada em 30/06/2020 às 15h22min

Ser modelo requer muito esforço, mas vale a pena

Quando perguntadas sobre o que desejam ser quando crescerem, muitas meninas [e meninos também] manifestam a vontade de se tornarem modelos. De fato, a profissão vem chamando a atenção de muitos jovens, seja pelos diversos exemplos de sucesso, pelo charme ou pelo glamour que este universo transmite. A lista de ingredientes que compõem a receita para se tornar um supermodelo é extensa e, como a maioria das profissões, exige muita dedicação e esforço – a carreira é competitiva e exige muito.
Para se destacar, não basta ter um rosto bonito e um corpo desenhado segundo os padrões vigentes; é preciso ter, pelo menos, um portfólio diferenciado e muita presença de cena. Nas seleções, o modelo deve transmitir segurança e carisma, ser educado e comunicativo. Ainda não existe um curso regulamentado para a formação, mas as agências percorrem outras vias para manter seu casting atualizado. Esse universo se expande a cada dia, e muitas meninas se jogam de cabeça [vão com tudo], com o objetivo de chegar ao sucesso; como exemplo, a palmassolense Sandieli Lemes Costa, de 16 anos. Desde 2019, representa o município no Miss Teen Palma Sola de Lass Américas. Neste ano, representará no Miss Teen Brasil Santa Catarina.
Ainda ano passado, publicamos o seu histórico, onde a jovem modelo relatou estar nervosa, pois teria pela frente um grande ano de preparação e mudança. Há alguns dias voltamos a procurá-la, onde, diferente da primeira entrevista, Sandi estava calma, confiante. “O concurso está previsto para setembro, até lá tenho alguns dias para me preparar, pois estou indo para aprender ainda mais. Sei que o concurso abrirá portas, e que não é necessário eu me cobrar tanto para ser a vencedora, pois quem sabe, não seja ainda o meu momento. Vou dar o meu melhor e seja o que Deus quiser”, disse.
 
Preparação
Sandieli sonha com o seu momento desde pequena, muitas idas e voltas a fizeram repensar sobre a carreira de modelo, mas nunca permitiram que desistisse. Desde o dia que aceitou o desafio, sabia que nada seria fácil. “Além de toda a pressão, não só do concurso, mas das pessoas que me acompanham, preciso me cuidar, por mim, para que eu fique bem e possa ir bem. Estou fazendo academia, massagens, cuidando muito da minha alimentação, do modo como me vestir, de falar e até de andar”, relata a palmassolense.
“No começo eu tinha vergonha, pois eu precisava divulgar o meu trabalho, falar em vídeo, dizer dos meus patrocinadores, mas com o tempo fui conseguindo, pois eu precisava. Muitos julgaram mal e continuam, mas eu passei por uma fase em que eu precisei aprender a não entristecer com essas pressões e isso me ajudou. Teve muitos momentos em que eu pensei em desistir. Meu corpo mudou, minha mentalidade, minha maturidade, o modo de agir com as pessoas, a calma em falar e fazer as coisas, eu precisava evoluir para conseguir entrar definitivamente no concurso. Precisei priorizar o estudo e começar a ir bem na escola, para ser modelo, também é preciso ser inteligente, e isso é muito importante”, enfatiza.
A preparação é contínua e cansativa. Além de se cuidar para os dois dias do concurso, é preciso se manter longe do coronavírus. “Se pegar o vírus eu sou desclassificada. Minha família me apoia, se cuidam muito bem para não pegarem o vírus, para me proteger. O único medo deles é que eu me magoe, que eu não consiga alcançar uma boa colocação”, complementa Sandi, enfatizando que as redes sociais se tornaram suas aliadas.
“Enquanto não chega o concurso, sou visualizada pelas redes sociais, onde preciso cuidar o que posto e o que falo, se não posso até perder a minha faixa. Nas minhas publicações quis deixar as minhas fotos antigas e com pouca qualidade, para que as pessoas possam ver o meu crescimento. Somos orientadas para ter o perfil elaborado e cuidar alguns pontos. Nesta época de pandemia tento trazer coisas diferentes para essas plataformas; mostrando como me arrumo e me cuido”, conta.
“São dois dias de concurso, em que precisamos nos vestir com vestidos curtos e saltos. Tem momentos, em que terei que desfilar de biquíni e salto. Receberemos toda a preparação necessária e os cuidados. Sei que será difícil e que terá meninas melhores e mais carismáticas, mas estou me preparando para fazer o meu melhor.
Para a foto, Sandieli optou por estar natural, pois por trás da coroa, há ainda a mesma menina: sonhadora e brilhante. Que está dando tudo de si para representar o seu município. Busca o apoio de todos, e como em outras profissões, na carreira de modelo, há contradições e dificuldades, que está aprendendo a lidar.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »