25/08/2020 às 07h42min - Atualizada em 25/08/2020 às 07h42min

Fisioterapeuta: o profissional que transforma vidas

A fisioterapia ainda pode ser considerada uma profissão nova no Brasil. Atualmente, é uma das áreas da saúde que mais se desenvolve, avançando continuamente seu conceitos, métodos e tecnologias, além dos campos de atuação. Através das suas variadas especialidades, contribui diretamente no bem-estar e qualidade de vida das pessoas, desde os tradicionais tratamentos de recuperação física, passando pela beleza estética, até a harmonia entre corpo e mente.
Além de ser uma das profissões mais disputadas, engloba diversas áreas, como: acupuntura, aquática, cardiovascular, osteopatia, gerontologia, neurofuncional e outras. Além disso, muitos profissionais optam por atender individualmente, em seu próprio consultório, como o caso da fisioterapeuta Daniela Aline Vidori, de 27 anos, atuante em Anchieta. Daniela é formada na área e tem como especialidade Fisioterapia do Trabalho, rede de atenção a pessoa com deficiência, Pilates e Liberações, como Miofacial, Dry Needling, entre outros. Desde janeiro deste ano, trabalha sozinha numa sala alugada, localizada na Rua Minas Gerais.
 
Formação  
“Terminei o ensino médio sem saber certo o que queria fazer e em qual área atuar futuramente. Fiquei um ano apenas trabalhando. E em 2010, fiz vestibular na FADEP, hoje UNIDEP, de Pato Branco e em 2011, iniciei a graduação em Fisioterapia”, ressalta complementando que sempre se interessou no estudo do corpo e na saúde, e junto da Fisioterapia, consegue atuar no que ama.
“Gostava disso, mas não estava identificada com a área. Havia pensado em outras profissões. Lembro de ter recebido um folder sobre quiropraxia, e logo fui pesquisar mais sobre. Para trabalhar com essa área, que é uma terapia manual, era preciso ter formação em Fisioterapia; nisto eu pesquisei sobre a área e gostei muito, e foi onde me identifiquei. Sempre gostei muito de estudar sobre o funcionamento do corpo e me encanta a terapia manual”, acrescenta.
“Conclui a graduação em 2015 e em 2016 colei grau. Atuo desde que conclui o curso, fiquei por um período sem trabalhar, mas depois retomei. Já trabalhei no SUS, através da UBS aqui de Anchieta e através de uma clínica em Pato Branco, no NASF daqui e na APAE. Já atendi domiciliar, trabalhei em clínica particular e agora, estou no meu consultório, onde atendo Pilates e Fisioterapia. Neste mês, eu ainda trabalho na APAE, mas estou saindo”, explica enfatizando que pretende atuar ainda na Fisioterapia Pélvica e Saúde da Mulher.
“A princípio, pretendo trabalhar no consultório com Pilates e começar a trabalhar com Fisioterapia Pélvica. Além disso, junto da psicóloga Edinara Mittmann, estou caminhando para um novo projeto, que divulgarei em breve. Ele envolverá trabalhos ao ar livre, onde faremos com grupos de pessoas. Com a pandemia, não podemos aglomerar pessoas, por esse motivo, ainda não colocamos em prática”, explica.
 
Consultório
Desde o início desse ano, Daniela atua em seu próprio espaço, nos momentos em que não está trabalhando na APAE. No entanto, está ampliando seus conhecimentos e adicionando novos equipamentos. “Meu espaço é pequeno e quero priorizar mais o Pilates. Com isso, estou esperando novos equipamentos. E talvez no ano que vem, eu mude de sala e vá para um espaço maior”, finaliza.  
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »