28/01/2021 às 14h41min - Atualizada em 28/01/2021 às 14h41min

Respirar

Coluna de opinião do jornal impresso

Da redação
Talvez nunca antes tenhamos pensado que muitas pessoas morreriam sufocados, sem conseguir o oxigênio do ar. Também nunca poderíamos imaginar que viveríamos um tempo de pandemia, de loucuras, de negação da própria doença, por muitas pessoas. Ver cenas de sepultamentos de centenas de pessoas, sem velório, sem despedidas...
O que vimos nos últimos dias especialmente em Manaus, nos dá a dimensão da nocividade e sofrimento causados por essa doença, Covid-19. Lá as pessoas implorando por tubos de oxigênio, para familiares e amigos. Nós aqui, incrédulos que esse desastre ocorre mesmo em nosso país.
A Covid19 é uma doença que vem ceifando milhares de vidas, em todo o planeta Terra. Já sabemos que a prevenção é a única chance que temos de salvar a própria pele. Distanciamento social, uso de máscaras, álcool gel, e higienização constante das mãos. São medidas preventivas que se ouve diariamente. Todos têm conhecimento das mesmas. No entanto, o que se percebe no dia- a dia são pessoas descumprindo as normas, aglomerações, ignorando o perigo que é real. E pior, colocando em risco outras pessoas.
Todos nós já perdemos amigos, familiares ou conhecidos para essa doença terrível. E sabemos do sofrimento, daqueles que passam por isso. O que vem reforçar de que o compromisso com os cuidados deve ser renovado diariamente, por todos. Espera-se também que os políticos não lavem as mãos frente a essa pandemia, que não pensem apenas em si próprios. Mas que voltem o olhar para as decisões que contribuam para amenizar as dificuldades e sofrimentos do povo.
O 17 de janeiro se tornou um marco histórico de luta contra esse vírus invisível, potente, destruidor. A Anvisa aprovou o uso emergencial das vacinas, sendo isso, um motivo de grande alegria, esperança e alívio. Um dia para agradecer o trabalho sério e empenho dos Cientistas. Por tudo isso e pela importância de sua vida, para as pessoas de seu relacionamento, não relute quando chegar sua vez de tomar a vacina. A vacina salva. Precisamos respirar, trabalhar, viver.
 
Por [email protected]
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »