17/05/2021 às 15h44min - Atualizada em 17/05/2021 às 15h44min

Volta as aulas em Flor da Serra do Sul

A Secretária de Educação de Flor da Serra conta como será o processo de volta as aulas, como funcionará o transporte, contratação de novos professores e a defasagem no aprendizado das crianças

Da redação
Igor Vissotto: Sobre a defasagem na escolarização Solange explica que será aberta uma sala de apoio no contraturno do ensino regular.
As aulas presenciais finalmente voltarão em Flor da Serra do Sul, em entrevista a Secretária de Educação, Solange Rippel Rombaldi, esclarece sobre esse processo de retorno para a escola. Inicialmente no dia 17 irão retornar os alunos da educação infantil, séries iniciais e do ensino fundamental, são crianças de quatro a dez anos.
Atualmente a rede municipal atende 535 alunos, destes somente 15 haviam retornado para as aulas presenciais no dia 12 de abril. A secretária Solange explica que esses 15 apresentavam defasagem na aprendizagem, faziam uso da sala de recursos e tinham acompanhamento psicológico. “Para aqueles com dificuldades ouve um esforço para que o atendimento presencial começasse antes. Tê-los na escola nos fez perceber que é possível ter aulas presenciais, os alunos entendem o momento que estamos passando, seguem as instruções sanitárias e a rotina de cuidados”, admite Solange comentando que outros municípios da região que retomaram as aulas meses atrás também serviram como parâmetro para o reinício das aulas em Flor da Serra do Sul.
 
Ensino escalonado e o CEMEI
O ensino escalonado é o regime de ensino para todas as escolas, a exceção é o CMEI. A creche atende 83 crianças de quatro meses a três anos, os atendimentos ocorrerão todos os dias nos períodos matutino e vespertino, porém com horários reduzidos para que as salas sejam higienizadas. No CEMEI as aulas começarão no dia 24, uma semana depois as demais instituições da rede municipal de ensino começarem as aulas.
As demais escolas têm o regime escalonado, ou seja uma semana na escola e uma semana em casa. “Temos somente uma turma dividida em grupo A e B, as demais turmas não foram divididas” diz Solange.
 
Transporte
“A família de todos que assinaram o termo de compromisso para voltar as aulas presenciais terão direito ao transporte escolar” afirma Solange. As linhas de ônibus serão da forma que sempre foram, será disponibilizado transporte para todos os alunos, independente deles morarem perto ou longe da escola, “É claro que iremos respeitar a lotação máxima de 50% dentro dos ônibus, somente um aluno por banco, o uso de máscara é obrigatório, álcool em gel está disponível e a temperatura é aferida na porta do ônibus” explica a Secretária. Caso o aluno esteja com variação de temperatura ele é encaminhado para casa, antes de entrar no ônibus.
 
Termo de compromisso
No geral, termo de compromisso é um documento assinado por pais ou responsáveis e alunos. Os pais autorizam os filhos a voltarem para a escola e os alunos se comprometem a cumprir com as normas de segurança estabelecidas pela instituição de ensino. 
No dia 26 de abril foi feita uma nova pesquisa com os pais e assinatura do termo de compromisso. Dessa vez a pesquisa foi feita de maneira presencial. “Na hora da entrega de materiais impressos os pais foram consultados sobre o retorno das aulas presenciais, ao manifestar interesse em mandar os filhos para a escola os pais recebiam o termo de compromisso”, informa Solange. Nessa nova pesquisa a adesão ao ensino presencial superou as expectativas, atingindo mais de 50%.
 
Professores foram contratados?
Sim, sete professores foram contratados para a atender a demanda. Solange explica que existe um grupo de professores que atenderá somente os alunos de maneira remota. “São sete professores que irão atender todas as turmas on-line. Cada turma presencial será atendida por um professor em sala de aula” explica Solange dizendo que existe a necessidade de novas contratações para substituir os professores do grupo de risco que não podem trabalhar no presencial.
 
Defasagem no aprendizado
O município de Flor da Serra do Sul manteve ao longo do período de pandemia, as atividades com um padrão de qualidade elevado, tanto no material impresso, quanto na mediação através das aulas on-line, porém, é utópico pensar que os alunos não sofreram defasagem na aprendizagem. “No momento não é possível mensurar a defasagem no aprendizado dos alunos, no decorrer do trabalho presencial nós teremos informações precisas, encaminhando alunos que necessitem, para a sala de apoio, onde ele receberá um reforço. Esta sala de apoio estará disponível a todos no contraturno do ensino regular. Tenho esperança que a defasagem será superada ao longo deste ano” conclui Solange.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »