30/06/2021 às 09h46min - Atualizada em 30/06/2021 às 09h46min

Uma carta ao amor

Coluna de opinião do jornal impresso

Agora que passamos do dia dos namorados e já podemos deixar o romantismo clássico de lado, convido vocês a pensar no amor maior, aquele que se estende para todas as relações humanas e não apenas na relação amorosa entre duas pessoas.
Caro Amor, você é um grandessíssimo filho da put*!
Mas também é o sentimento mais nobre, divino e poderoso que conheço. Tu bem sabes que ninguém vive realmente sem você. Quando não está presente na vida de alguém essa pessoa apenas sobrevive, porque a vida sem amor é isso, uma sobrevida, apenas.
O seu poder é tamanho que já me fez questionar quem o criou: as forças da luz ou das trevas? Porquê afinal, nenhum outro sentimento é capaz de ter tamanha interferência sobre a vida de nós, pobres humanos, quanto você.
Tu és capaz de transformar tudo à sua volta. Está presente nos lugares mais improváveis, se manifesta das formas mais curiosas possíveis. Você funciona como o mais poderoso remédio já registrado pela humanidade, mas também é o mais perigoso veneno. O engraçado é que, diferente dos outros venenos, você só tem poder quando não está presente. Sua presença cura e sua ausência mata!
Uma vez, questionaram-me: O amor é complicado ou nós é que o complicamos?
Na época eu não tive resposta, hoje penso que é um pouco dos dois. Você é ambíguo, extremamente simples e absurdamente complexo, ao mesmo tempo.
Acho engraçado as incontáveis formas que você possui de se manifestar. Você é estranho, porém encantador. Você provoca medo, mas também imensa alegria.
Ah Amor, você é sim um grandessíssimo filho da put* Porque uma vez que provamos do seu sabor tornamo-nos imediatamente dependentes de você. Uma dependência, física, mental, em nossa essência, porque tu deixas marcas que ficam gravadas tão profundamente em nós que são incapazes de ser suprimidas ou escondidas.
Caro Amor, ao mesmo tempo que cruzar com você é eletrizante, também é assustador. Você nos fornece a estrutura necessária para nos mantermos em pé, mas também é o responsável por abalar essas mesmas estruturas ao menor sinal de sumiço.
Bom, eu posso estudar você, vivenciar você, tentar compreender você por anos, por uma vida inteira, mas sei que nunca chegarei nem perto de saber o que realmente você é. Talvez você seja a manifestação pura do mais intenso poder. Então, seu merdinha incrível, finalizo com um pedido: Por favor, esteja sempre presente!
Por; Francieli Perondi


Receba as notícias do Portal Sentinela do Oeste no seu telefone celular! Faça parte do nosso grupo de WhatsApp através do link: https://chat.whatsapp.com/Bzw88xzR5FYAnE8QTacBc0
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »